Terapias

Lipo enzimática - Foto 1
Lipo enzimática - Foto 1
Lipo enzimática - Foto 2
Lipo enzimática - Foto 3
Lipo enzimática - Foto 4
Lipo enzimática - Foto 5
Lipo enzimática - Foto 6

Lipo enzimática

Enzimas emagrecedoras composta por ativos naturais e com certificado da Anvisa. Não possuem contra indicação ou efeito colateral. Elimine até 20 quilos e 60 cm de gordura localizada em apenas 10 semanas.

Mas afinal, o que são as enzimas?

As enzimas são substâncias proteicas que ajudam e possibilitam reações químicas no corpo humano. Essas substâncias têm função completamente metabólica, acelerando o trabalho de transformação química dos alimentos em energia utilizável pelo corpo, ou seja, acelerando o metabolismo. Elas são responsáveis pela quebra e absorção dos nutrientes obtidos pela alimentação. Essa função abrange tanto os nutrientes presentes em maior quantidade, como proteínas, carboidratos e gorduras, quanto às vitaminas e sais minerais.

Tipos de enzimas

Dependendo da enzima utilizada ela age no corpo de dois a sete dias para a eliminação da gordura localizada.

São 3 tipos de enzimas para emagrecer: lipolíticas, glicolíticas e proteolíticas. Como já dito, as lipolíticas têm o poder de liberar gordura das células e é este tipo que é usado no tratamento de mesoterapia.

As enzimas lipolíticas vão quebrar as paredes celulares do tecido adiposo no local da aplicação. A gordura será liberada no organismo e deverá ser eliminada através do suor, urina e fezes. A aplicação de enzimas ajuda no processo de emagrecimento e redução de flacidez.

A aplicação de enzimas consiste em ajudar na perda de peso; que poderá ser feita de três maneiras. A primeira é via intramuscular, que tem como objetivo eliminar o peso corporal total. Nesse, a enzima é aplicada na região glútea. A segunda opção é a aplicação subcutânea, que é na região onde deseja eliminar a gordura. E a terceira intradérmica para flacidez tanto corporal e facial.

As mais procuradas são para a região do abdômen, braços e entre as coxas. Sempre recomendo que sejam feitas de 10 a 15 sessões, no mínimo, e com intervalos regulares de 7 dias.