Blog
Acupuntura sem segredos: tratamento natural, milenar & científico
01.09.18
Pesquisa

Acupuntura sem segredos: tratamento natural, milenar & científico

A Acupuntura estimula as fibras sensitivas do Sistema Nervoso Periférico (SNP) fazendo com que ocorra uma transmissão elétrica via neurônios para produzir alterações no Sistema Nervoso Central (SNC), o qual libera substâncias (ex.: cortisol, endorfinas, dopamina, noradrenalina, serotonina) que promovem bem-estar, prevenção e tratamento de doenças, sejam elas psicológicas, biológicas e/ou comportamentais. 

Há evidências de que a Acupuntura pode substituir o uso de remédios (sendo mais efetiva, rápida, duradoura, sem dependência, sem efeitos colaterais importantes, com menor custo financeiro ao paciente e ao sistema de saúde pública). O uso da tomografia computadorizada (TC), da tomografia por emissão de pósitrons (PET), da imagem de ressonância magnética (MRI) e da imagem de ressonância magnética funcional (fMRI) apontam que a Acupuntura é eficaz (Cho et al, 2005). 

QUESTÕES SOBRE ACUPUNTURA:

1) Efeitos colaterais? 

Logo após a Acupuntura, alguns pacientes relatam sonolência e uma sensação de relaxamento muito grande e isso, que para a grande maioria é uma qualidade, para outros pode ser ruim, principalmente para os que precisam executar atividade que exija grande atenção (ex.: pilotar avião). 

2) Contraindicações? 

A) pessoa com fobia de agulha (nesse caso pode ser utilizado outro estímulo, como por exemplo, laser); 
B) febre muito alta; 
C) esgotamento físico; 
D) estado de embriaguez; 
E) distúrbios psicológicos graves (ex.: surto psicótico); 
F) jejum ou grave desnutrição; 
G) problemas de sangramento (ex.: hemofilia, uso de anticoagulantes); 
H) situações de emergência (ex.: fratura do crânio); 
I) indicação de intervenção cirúrgica (ex.: ataque cardíaco). 

3) Sempre há dor? 

Não. Os pacientes relatam várias sensações, como, por exemplo, "calor", "peso", "distensão", "choque", "leve dor", "formigamento". O importante é que todas essas sensações passam em menos de 05 segundos após a inserção da agulha. 

4) As agulhas transmitem doenças? 

Não. Todas as agulhas são descartáveis, esterilizadas e de uso único. Além disso, antes de inserir as agulhas, o acupunturista faz a higienização de suas mãos e do local de inserção das agulhas. 
5) Doenças tratáveis? 

A "Organização Mundial de Saúde" (WHO, 2002) publicou um documento que divulgou os resultados científicos da Acupuntura em comparação com o tratamento convencional (remédio) para 147 doenças. Cito alguns desses achados:

- Acne: Desapareceu em 59% dos casos após 10 dias de tratamento. 

- Álcool: Diminui a necessidade de ingerir álcool. 

- Ansiedade: Eficácia superior à medicação convencional (mas sem efeitos colaterais).

- Arteriosclerose: Aumento da memória, da inteligência e da capacidade de cuidar de si mesmo em 68% dos casos. 

- Asma: Efeito antiasmático em 93% dos casos e maior ventilação pulmonar em 68%. 

- Ataque súbito de surdez: Eficácia em 90% dos casos após 2 semanas. 

- AVC (sequela): Dificuldade de articular palavras. Eficácia em 90% dos casos.

- Cirurgia cerebral: Cura dos sintomas pós-operatórios em 86% dos casos. 

- Cocaína: Diminuição dos sintomas da abstinência em 44% dos casos. 

- Cólica estomacal e intestinal: Alívio da dor em 98% dos casos. 

- Cólon irritado: Melhora significativa em 93% dos casos. 

- Convalescença: Efeito analgésico superior e mais rápido que a medicação convencional no pós-operatório. 

- Depressão: Eficácia similar à medicação convencional (mas sem efeitos colaterais).

- Desintoxicação de álcool: Redução do álcool no sangue. 

- Desintoxicação de tabaco: Redução da concentração de nicotina. 

- Dor de cabeça: Alívio imediato em 80% dos casos. 

- Dor lombar: Eficácia em 72% dos casos (superior à medicação convencional). 

- Dor menstrual: Melhora em 91% dos casos. 

- Dor nos olhos: Eliminação da dor em 90% dos casos. 

- Ejaculação precoce: Eficácia em 83% dos casos. 

- Enxaqueca: Eficácia em 80% dos casos. 

- Esquizofrenia: Eficácia superior à da medicação convencional (78% dos casos). - Excesso de gordura no sangue: Diminuição em 90% dos casos. 

- Heroína: Diminuição dos sintomas da abstinência (anorexia, suor espontâneo e insônia) e redução da frequência do uso. 

- Hiperacidez no estômago: Eficácia em 95% dos casos. 

- Hipertensão: Eficácia similar à medicação convencional (mas sem efeitos colaterais). 

- Hipotensão: A pressão foi normalizada em 95% dos casos. 

- Lactação deficiente: Aumento da lactação em 92% dos casos. 

- Impotência sexual (não orgânica): Eficácia em 60% dos casos. 

- Infecção urinária recorrente: Desobstrução do trato urinário em 85% dos casos.

- Infertilidade: Eficácia em 75% dos casos. 

- Inflamação na próstata: Alívio dos sintomas e melhora das funções sexuais superior à medicação convencional. 

- Insônia: O sono foi totalmente normalizado em 98% dos casos. 

- Obesidade: Supressão do apetite em 95% dos casos. 

- Policisto no ovário: Cura obtida em 94% dos casos. 

- Reações à radioterapia e/ou quimioterapia: Náuseas, vômitos e falta de apetite foram eliminadas em 93% dos casos. 

- Rinite alérgica: Eficácia em 97% dos casos (superior e mais duradoura que a medicação convencional). 

- Retardo mental: Aumento de 21% no QI (inteligência) e de 18% na adaptação social.

- Síndrome do estresse competitivo: Eficácia em 93% dos casos. 

- Tabaco: Diminuição da vontade de fumar em 13% dos casos. Redução no hábito de fumar em 20% dos casos. Redução no prazer de fumar em 70% dos casos. 

- Tontura: Eficácia em 75% dos casos. 

- TPM: Alívio completo dos sintomas, sem recorrência por 6 meses, em 92% dos casos.

- Úlcera: Eficácia em 97% dos casos. VINHETA CLÍNICA:

Paciente: Isabel Silva (nome fictício), 47 anos, separada, mora com 02 filhos. Diagnóstico Ocidental: Episódio depressivo grave sem sintomas psicóticos (CID - F32.2) e ansiedade generalizada (CID F41.1). 
Diagnóstico Oriental: "Deficiência do Qi do Fei" e "Deficiência do Xue do Gan".
Modelo de Acupuntura: MTC (c/Deqi). 
Intervenção: Semanal, total de 10 sessões. 
Tipo de agulha: sistêmica, descartáveis, tamanho 0,25 X 25mm. 
Sedação: retenção de 20 min., manipulação vigorosa. 
Tonificação: retenção de 10 min. manipulação suave. 
Pontos: Tonificação de P9, P7, VC6, E36, Bp6, B13, VG12, VG4. Sedação de Yin-Tang, VC17, VB34, F3. 
Manifestações clínicas: depressão, ansiedade, anemia, dor temporal, dispneia, voz fraca, asma, constipação, pulso Vazio, língua pálida, suor e frio nas mãos e pés, gripes, cansaço, cabelos fracos, visão turva, "formigamento vaginal", insônia, debilidade muscular, unhas quebradiças, memória fraca, cervicalgia, dor nas mãos. 

No dia 11/08/2006, a paciente apresentava as seguintes alterações: 

A) "Questionário de Saúde Geral" (QSG) - alterações patológicas em todos os fatores: 1. Stresse Psíquico; 2. Desejo de Morte; 3. Desconfiança no próprio desempenho; 4. Distúrbios do sono; 5. Distúrbios psicossomáticos e Saúde Geral; 

B) "Inventário Beck de Ansiedade" (BAI) - mostrava ansiedade grave (BAI=39); C) "Inventário Beck de Depressão" (BDI) - indicava depressão grave (BDI=34); D) "Teste de Aferição do Desconforto" (TAD) - apontou um "desconforto geral" em nível "insuportável" (TAD=32). 

Após 02 meses de tratamento com Acupuntura, na segunda avaliação, realizada no dia 13/10/2006, a paciente não apresentou mais nenhuma alteração patológica, comprovada pelo teste "QSG". O "BAI" indicou uma ansiedade normal (BAI=06) e o "BDI" indicou "sem depressão" (BDI=00). O "Teste de Aferição do Desconforto" (TAD) apontou uma melhora geral no desconforto de 87,5% (TAD=04) e cura (100%) da dor temporal, dor nas mãos, cervicalgia, constipação, "formigamento vaginal" e insônia. 

Após o tratamento, Isabel se sentiu tão bem que, depois de mais de 30 anos sem estudar, resolveu começar o seu primeiro curso superior. A Acupuntura utilizada em Isabel foi uma estratégia eficaz, rápida e segura no seu tratamento de ansiedade, depressão, estresse psíquico, desejo de morte, desconfiança no próprio desempenho, distúrbios do sono, distúrbios psicossomáticos e se mostra como uma estratégia clínica muito potente na promoção da "Saúde Geral", conforme testes validados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) do Brasil. 

Já o questionário que criei, "Teste de Aferição do Desconforto" (TAD), apontou uma melhora geral no seu desconforto e cura de vários transtornos. Estou em pleno desenvolvimento de novas pesquisas científicas e monografias, com um número considerável de pacientes, para testar a abrangência dos resultados, medidos por vários tipos de testes. A Acupuntura é uma excelente terapêutica integral que atua diretamente em níveis complexos do funcionamento do ser vivo (psicológico, comportamental, biológico). A nossa "ciência ocidental" vem corroborando o que a "tradição oriental" já sabia: A Acupuntura, quando bem administrada, é: 1) terapêutica; 2) preventiva; 3) segura; 4) rápida; 5) eficaz; 6) com efeito duradouro e 7) de baixo custo financeiro. 

BIBLIOGRAFIA 

ALLEN, JJB; SCHNYER RN; HITT, SK. (1998). The efficacy of acupuncture in the treatment of major depression in women. Psichol Sci 9:397-401. 

CHO, Z.H.; Na, CS; WANG, EK; LEE, SH; HONG, IK. (2005). Imagem de ressonância magnética funcional do cérebro na investigação da Acupuntura. STUX, Gabriel.; 

HAMMERCHLAG, Richard. Acupuntura Clínica: Bases científicas. São Paulo: Manole. 93-106p. 

WORLD HEALTH ORGANIZATION [WHO] (2002). Acupuncture: Review and analysis of reports on controlled clinical trials, WHO Geneva, (35 Swiss Francs).

 

por ALEX SANDRO TAVARES DA SILVA

Advogado (OAB/RS 93884), bacharel em Direito (PUCRS), graduado em Psicologia (UNISINOS), mestre em Psicologia Social e Análise Institucional (UFRGS), menção honrosa pelo Conselho Regional de Psicologia em 2003 (CRP/RS).

Comente essa publicação